sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Semana poética

Eu passei essa semana muito surrealista! Então, resolvi postar três poesias minhas no blog. Espero que gostem:

Real ou ficção

Penso o que foi
e o que nunca será.
O que é e no que se transformará...
é tudo muito difícil de enxergar,
guio-me como vaga-lume no escuro,
tentando com sua micro lâmpada
achar o caminho, o seu caminho.
Mas sempre que penso que achei o caminho,
bato-me em um imensa parede.

É, a distância dói,
e como dói,
tento gritar, mas a dor é tamanha,
que sufoca o meu grito
e você não o ouve.
Por enquanto me contento
com a solidão e a saudade,
mas não se preocupe,
ainda vou achar alguém.
E quando encontrar,
aí sim,
vou gritar com todas minhas forças.
Gritar o quê? Você me pergunta.
Que estou amando,
que estou apaixonado
e não é mais uma ilusão,
mas sim realidade...
pura, mesmo que fictícia REALIDADE.


Sinto

Sinto falta de mim,
de alguém que nunca esteve aqui.

Sinto um vazio me consumindo
como se fosse um buraco negro
querendo ser preenchido.

Sinto carência de um amor,
que tive e senti, mas nunca esteve ali!

Sinto saudades de alguém
que está sempre ao meu lado.

Sinto-me solitariamente acompanhado,
e isso me dá forças.

Sinto um frio que aquece minha mente e alma.

Sinto a mais triste alegria.

Sinto...

Sinto...

O que apenas sinto?

Sinto o que é apenas insensível pelos outros,
e isso me dá forças.
E assim sigo o meu caminho...
Apenas sentindo.


Nada

Penso em que eu era,
no que fazia, no que sentia.
Cheguei a conclusão que
não era nada, nada fazia
e nada era o que sentia.

Penso no que sou,
no que faço, no que sinto
e em onde vou agora.
Percebi então que:
não sou nada, nada é o que eu faço,
sinto mais nada
e para onde vou?
não sei!
Será que para o nada?

Agora penso no que serei,
no que farei, no que sentirei,
para onde irei e quem amarei.
É... Agora sei que posso ser algo,
que farei alguma coisa,
que sentirei algo,
irei a algum lugar.
Mas quem amarei?
Não amarei o nada!
Deixarei ao nada a resposta.
Pois essa, nunca saberei!

4 comentários:

Ana Flávia disse...

Sou fã incondicional de tuas poesias...são sinceras, verdadeiras e falam tanto de ti!!!


Adoro!!!

Quase-subversivo disse...

Semana melancólica, rapaz?
Boas poesias, gostei especialmnte da segunda. Really very nice (H).

Abç!

dayse disse...

"Sinto-me solitariamente acompanhado"

(muito bom)

Posta mais viu, moço? Voltarei para procurá-las.
"Nada" é sensacional!

Beijo, Dan... adorei!

disse...

Tá na hora de vc atualizar isso aqui!!!

Beijos


Sou tua fã!!!